[Slideshow "banner-topo" not found]

Arch Enemy – Will to Power – 2017

3 Tracks In Total

Nos últimos três anos, os gigantes suecos do melodic death metal do  Arch Enemy conseguiram uma façanha que geralmente para a grande maioria das bandas é muito complicado : a troca de seu (sua) frontman. Alternar vocalistas é sempre um negócio muito complicado, principalmente quando ele ou ela é um símbolo vivo da banda.

No entanto, quando a Alissa White-Gluz substituiu a formidável Angela Gossow,  há três anos atrás, a transição não poderia ter sido mais suave, com os fãs aceitando Alissa de braços abertos. Nesse 10º “full” álbum, a banda voltou a se concentrar no que sempre fizeram de melhor : grandes músicas.  “Will To Power”  contém o DNA básico da banda com um ótimo e refinado de melodic death metal, bem polido, super-cativante e habilmente trabalhado, repleto de muita técnica e solos matadores que fazem a alegria dos fãs da guitarra.

Este álbum é o primeiro álbum do Arch Enemy com a participação do grande guitarrista Jeff Loomis, que substituiu o ex guitarrista Nick Cordle, no final de 2014. Apesar de dispensar qualquer apresentação, Jeff Loomis não contribuiu para a composição de “Will Tor Power”. Embora seja estranho que o Arch Enemy não utilizou os  conhecimentos musicais de Jeff Loomis, é inegável que sua presença aumentou a musicalidade e a técnica da banda. Dá para ouvir claramente o seu impacto na banda, em solos enfurecidos, com uma  enxurrada de notas frenéticas colocadas perfeitamento com muito feeling e uma técnica impressionante.

Nos vocais, os grunhidos e rasgados de Alissa continuam ainda mais fortes, especialmente durante a segunda metade do álbum, onde a banda procura temas mais sombrios, com letras que abordam desde luta pessoal até vingança.

Nos arranjos densos de A “Fight I Must Win” e “My Shadow And I”, em meio a cordas estrategicamente colocadas, os poderosos vocais de Alissa adicionam outro pico de adrenalina, numa mistura épica.

Mesmo os vocais mais limpos merecem destaque.  “Will To Power” contém os primeiros registros da banda com vocais limpos que, aliás,  aparecem em várias faixas, além de uma balada muito poderosa.

Sem dúvida, é uma aposta corajosa para uma banda que não se desviou de seu caminho musical por duas décadas.
Mas, não dá pra negar que “Will To Power ” é um álbum sólido de uma banda que está adotando a evolução com sabedoria e o resultando é muito bom.

Fã ou não de Arch Enemy, uma coisa é fato : “Will to Power” é um grande álbum com músicos incríveis que mais uma vez fazem jus a toda a longa e vitoriosa história dessa banda, uma das grandes “jóias” do Metal mundial.

Todas as 12 faixas são matadoras, mesmo a “introdução” “Set Flame to the Night” já é um preview de que o que vem a seguir, vai ser fodastico. É uma missão dura escolher faixas que se destaquem nesse álbum, porém “The Race”, “The World is Yours” e “Dreams of Retribution” fazem a alegria do mais “xiita” dos fãs.

A banda é formada por :

 

Mais informações pelo Site oficial da banda – www.archenemy.net

Ed Rodrigues

 

More Albums From This Genres: ,

MUQUETA NA OREIA

destaques, destaques

Greyskull Chapel

destaques, destaques

Black Blood – 2015

destaques, destaques
SAXON – Battering Ram – 2015

SAXON – Battering Ram – 2015

destaques, destaques